Decorreu a 18 de setembro uma ação de sensibilização intitulada: “Um Passeio, por Lisboa (In)acessível”, organizada pela Associação Salvador, em parceria com a ACAPO, APEDV, ADFA e Gulliver, e ainda, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa. Esta iniciativa incluída no programa da Semana da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, contou com a presença de Fernando Nunes da Silva, vereador da mobilidade, de Salvador Mendes de Almeida, Presidente da Associação Salvador, e de pessoas com deficiência motora, visual e outras que se quiseram juntar à iniciativa.
 
Alertar a opinião pública para as dificuldades que as pessoas com mobilidade reduzida ou com algum tipo de deficiência enfrentam quando circulam pela cidade foi o mote desta ação. A falta de acessibilidades nas ruas, nos transportes e nos edifícios impede muitas pessoas com mobilidade reduzida de terem uma participação mais ativa na sociedade.
 
O passeio iniciou-se pouco depois da hora marcada em Entrecampos com o objetivo de chegar ao Saldanha. Este percurso que decorre pela Av. da República, deixa antever (aparentemente) um passeio calmo e tranquilo. No entanto as dificuldades não demoram a aparecer.
 
 
Ultrapassada a primeira barreira, logo outras surgiram, conforme imagens o documentam.
 
  
  
 
“Já havia passado por estes passeios e nunca me tinha percebido que existe uma inclinação o que torna a locomoção na cadeira ainda mais cansativa” comentou José Pavoeiro, Presidente da Direcção da ANDDEMOT (Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Motora) que aceitou o desafio de se sentar numa cadeira de rodas para fazer o passeio.
 
 

Ligado a esta iniciativa está o projeto "LISBOA ACESSÍVEL".

A Associação Salvador juntamente com a ACAPO, ACA-M, ADFA, ANACED, APEDV, FPDD, Fundação LIGA e Gulliver, apresentaram ao Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Lisboa o projeto "LISBOA ACESSÍVEL", que se encontra disponível para votação no site www.lisboaparticipa.pt, com o nº 131.
Este projeto pretende promover as acessibilidades no eixo Entrecampos - Marquês de Pombal, tornando este troço num modelo daquilo que deverá ser a cidade do futuro. Uma cidade inclusiva, mais atrativa, organizada, agradável para passear e para andar a pé, que proporcionará uma maior qualidade de vida a todos os cidadãos.
Com a implementação deste projeto pretende-se eliminar todas as barreiras à acessibilidade neste percurso, nomeadamente:
·      Adaptar as passadeiras;
·      Adaptar as paragens de autocarro;
·      Remover os obstáculos nos passeios e relocalizar o mobiliário urbano;
·      Regularizar o pavimento.
A falta de acessibilidades nas ruas, nos transportes e nos edifícios impede muitas pessoas com mobilidade reduzida de terem uma participação mais ativa na sociedade. Cabe-nos a todos nós tentar mudar esta realidade, sendo por isso a vossa participação fundamental.
Através do Orçamento Participativo, a Câmara Municipal de Lisboa dá a oportunidade a todos os cidadãos de votarem, entre 17 de setembro e 31 de outubro de 2012, nos projetos que querem ver desenvolvidos nesta cidade. Não percam esta oportunidade!
 
 
 
 

Leitura para Deficientes Visuais


O serviço de Leitura para Deficientes Visuais integra e produz, desde 1969, obras em Braille e livros sonoros. Os suportes disponíveis são o papel, a fita magnética e o digital, sendo mais de 7.000 em Braille, onde se incluem 4.000 obras musicais, e 1.575 títulos em modo áudio.

Acesso
Os serviços estão acessíveis a qualquer cidadão deficiente visual, independentemente da idade, carecendo apenas de efectuar a sua inscrição pessoalmente, por telefone, por correio ou por correio electrónico.

As obras podem ser requisitadas pelas mesmas vias e o empréstimo de obras em Braille, ou o fornecimento de fonocópias, pode ser efectuado pelos meios mais convenientes aos leitores. Pratica-se o empréstimo interbibliotecas.

Os recursos Braille estão disponíveis para empréstimo domiciliário, por um período de 30 dias, renováveis, se não houver leitores em espera.

Os recursos áudio são disponibilizados através de fonocópias, em suportes (cassettes) entregues pelos leitores ou por bibliotecas congéneres.

Na Sala de Leitura para Deficientes Visuais, situada no piso 1, podem consultar-se dicionários de línguas e temáticos, e obras normalizadoras da escrita Braille (grafias Braille geral, matemática, química), portuguesas e estrangeiras. Está também disponível a enciclopédia The World Book Encyclopedia, composta por 191 volumes em Braille, a única existente no País.
 
 
 

Recursos Braille


A colecção de livros em Braille compreende cerca de 2.900 títulos / 9.000 volumes, entre os quais se inclui o primeiro livro impresso em Portugal, sendo a temática muito variada: psicologia, filosofia, xadrez, tiflologia, etc. As áreas com maior expressão são os manuais escolares e a literatura, onde o género dominante é o romance, embora também inclua poesia e teatro. A literatura infanto-juvenil está igualmente representada.

São cerca de 50 os periódicos - portugueses e estrangeiros - que integram esta colecção, 25 dos quais em continuação, abrangendo temáticas diversas, incluindo a da deficiência visual. Destacam-se as publicações Poliedro, Rosa dos Ventos e Ponto e Som, revistas portuguesas em Braille que merecem realce quer pela sua longevidade, quer pelos serviços culturais e informativos prestados aos deficientes visuais. A revista Ponto e Som é publicada pela BNP, trimestralmente, em Braille e sonoro, desde 1974.

A colecção de Música em Braille contém cerca de 4.000 títulos. Engloba obras didácticas e diferentes géneros de música clássica de compositores como Mozart, Beethoven, Mendelssohn, etc. As obras são para canto e instrumentos, predominando o piano.
 
 
 

Recursos áudio


Para responder às necessidades de leitura dos deficientes visuais que não lêem Braille, ou são menos capazes de utilizar este sistema, a BNP tem-se empenhado na produção de livros sonoros. De facto, a quase totalidade dos títulos resulta de produção própria em que é de realçar a significativa colaboração de voluntários na leitura de textos.

Os títulos de livros sonoros são aproximadamente 1.600, de temas variados, destacando-se algumas obras lidas por importantes personalidades da cultura nacional e estrangeira, tais como Paul Claudel, em entrevista complementar à leitura da sua peça L'Echange; Albert Camus, lendo L'Etranger; ou Paulo Quintela, lendo a sua tradução de Balada do Amor e da Morte do Alferes e Cristóvão Rilke, de Rainer Maria Rilke.

São cerca de 10 os títulos de periódicos disponíveis em suporte áudio, entre os quais se conta a revista Ponto e Som, publicada trimestralmente por este serviço.
 
 
 
 

Sala de Leitura para Deficientes Visuais

 
Horário
2ª a 6 Feira,
das 09h30 às 17h30m
Sábados - Encerrado

Contactos
Tel:  217 982 099 / 129
Fax: 217 982 138
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 
A visão é apenas um dos bens mais preciosos de nossa vida quando o assunto é saúde, mas nem por isso por ser deixado de lado no quesito prevenção. Segundo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 80% das 45 milhões de pessoas cegas no mundo são maiores de 50 anos, sendo que muitas doenças causadoras da cegueira são tratáveis e evitáveis. Ou seja, basta a conscientização da população mundial acerca dessas doenças e da prevenção certa para cada idade. Com isso, calcula-se uma redução de 1 milhão e 600 mil casos para 400 mil até 2020.
 
Segundo a oftamologista Jussara Regina de Almeida, cada momento da vida exige uma preocupação especial, que deve começar ainda no recém-nascido e perdurar até a terceira idade. “No recém-nascido, o exame conhecido como Teste do Olhinho é necessário para detectarmos as doenças congênitas, como Catarata e Glaucoma, e tumor do olho branco ou Retinoblastoma, além de anomalias, sendo um exame rápido e indolor. Na infância, o exame é primordial para prevenção e prescrição de óculos para miopia, hipermetropia, astigmatismo e para avaliar perda de visão no período escolar. Já o estrabismo ou olhos tortos, deverá ser corrigido com tampão ou óculos e, se necessário, realizar o procedimento cirúrgico até os 7 anos de idade. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor”, explica.
 
A especialista lembra que as alergias oculares são frequentes neste período até a adolescência, sendo indicado o uso de colírios apenas com prescrição do profissional. “Com 11 anos de idade deveremos ficar atentos a uma doença chamada ceratocone, efetuando o diagnóstico. Na adolescência é comum a fadiga visual, pela utilização exagerada dos computadores e vídeo games, quando temos a sensação do olho seco e irritado, o que pode e deve ser tratado. As lentes de contato são a grande pedida nesta idade, o que precisa ser feito sob orientação e supervisão oftalmológica”, frisa a especialista.
 
A oftalmologista Jussara de Almeida, alerta que nunca se deve utilizar lentes sem a indicação médica. “Até os 21 anos devemos acompanhar periodicamente os pacientes que desejam ser submetidos a cirurgia à laser para realizar-se o Lasik ou PRK, um procedimento personalizado através de um aparelho denominado VISX, que corrige  com perfeição os vícios de refração, abolindo o uso de óculos. É preciso cuidado com indicações de cirurgias precoces, antes da estabilização do grau dos óculos”.
 
Ela afirma que o Ceratocone deve ser tratado com óculos e lentes de contato especiais e, na progressão desta doença pode-se, em fase avançada, optar por procedimentos conhecidos como Crossing-Link, Anel de Ferrara e até a indicação de um transplante de córneas, que hoje é realizado com o laser Femtosecond, para cortes laminados e precisos nas córneas transplantadas.
 
 
O número um de "Jardim da Sereia" trata assuntos das áreas da tiflologia (tratado ou estudo sobre a instrução dos cegos) e da cultura.
 
A Biblioteca Municipal de Coimbra (BMC) publica em Setembro a primeira edição de uma revista mensal gratuita destinada sobretudo a cegos, que será publicada em digital, braille e áudio.
 
Publicada simultaneamente nos três formatos, a revista vai tratar assuntos das áreas da tiflologia (tratado ou estudo sobre a instrução dos cegos) e da cultura.
 
Intitulada "Jardim da Sereia - Revista Inclusiva de Divulgação Tiflo-cultural", a publicação visa ser um meio "acessível a pessoas com necessidades especiais", refere, no editorial do primeiro número, o coordenador do serviço de leitura para deficientes visuais da BMC, José Guerra.
 
Entre as rubricas da revista figuram "Tiflologia", abordando especificidades relacionadas com as pessoas que têm deficiências visuais, e "Coimbra dos meus amores", pequenos textos sobre a cidade e que, nesta primeira edição, versa o Parque de Santa Cruz (conhecido por Jardim da Sereia), junto do qual está instalada a Casa Municipal da Cultura, onde funciona a BMC.
 
Em "Quando os cegos são a personagem" será publicado um conto ou um excerto cujo protagonista seja um invisual e a rubrica "Livros e Leituras" incluirá recensões ou informação sobre os audiolivros e as edições em Braille do serviço para deficientes visuais da BMC, disse José Guerra.
 
"Vai acontecer", com informação breve sobre programação cultural especialmente adequada a pessoas cegas, "Teclas de atalho", acerca de informática adaptada, e exemplos de boas e de más práticas em termos de igualdade de oportunidades são outras das rubricas da revista, que reserva também um espaço para os leitores e colaboradores.
 
O n.º 1 de "Jardim da Sereia" tem arranjo gráfico de M. C. Bastos, locução de Maria José Alegre e sonoplastia de Emanuel Laça.
 
 

Uma equipe internacional de pesquisa liderada por cientistas chineses declarou a descoberta de um novo gene que pode provocar cegueira congênita.

A cegueira congênita é uma doença degenerativa da retina hereditária autossômica recessiva. Aproximadamente 70% dos casos são provocados pela mutação de um dos 17 genes provocadores da doença que já foram descobertos, enquanto a causa dos outros 30% dos casos ainda é desconhecida.

Depois de fazer uma pesquisa dos casos em que a causa da doença ainda é desconhecida, os pesquisadores, sob a liderança de Qi Ming, professor da Universidade de Zhejiang, concluiu que um gene chamado NMNAT1 é o provocador da doença congênita de olhos.

A equipe de pesquisa é composta de cientistas da China, Estados Unidos, Brasil, Canadá e Austrália.

A mutação do gene NMNAT1 pode causar um tipo de cegueira congênita chamada amaurose congênita de Leber (LCA), disse Qi, acrescentando que a mutação do NMNAT1 também prejudica os nervos e alguns órgãos do paciente.

Além da equipe de Qi Ming, outras três equipes lideradas respectivamente por Chen Rui, do Colégio de Medicina Baylor em Houston, Josseline Kaplan e Jean-Michel Rozet da França, e Eric Pierce do Hospital de Olhos e Ouvidos Massachusetts em Boston, também descobriram o gene provocador da doença, e seus artigos foram publicadas em conjunto com os do grupo de Qi na revista Nature Genetics em 29 de julho.

por Agência Xinhua

 

in China Radio International.CRI

Data do evento:  Friday, 28 September, 2012 (All day) - Saturday, 29 September, 2012 (All day)
Tipo:  Conferência/Seminário/palestra
País:  Portugal
Cidade/Estado:  Braga
Descrição do evento: 

Vimos por este meio divulgar o 3.º Seminário Internacional sobre Deficiência e Reabilitação, que vai decorrer nos dias 28 e 29 de Setembro, na Universidade do Minho, Campus de Gualtar - Braga.

Este evento constitui oportunidade para encontro entre teoria e prática, entre ciência e técnica. Toma as organizações vocacionadas para o tratamento da deficiência física e mental como contexto e a gestão da qualidade e a reabilitação como objecto.
Está organizado em dois dias específicos: o primeiro, orientado para apresentação de resultados de pesquisas e de reflexões sobre a qualidade e a terapêutica; o segundo, orientado para a aplicação prática de protocolos terapêuticos.

As inscrições podem ser realizadas on-line no seguinte endereço: http://qualityalive.selfip.com/inscricoes/.

Cordiais saudações
Raquel Araújo

Avenida da Liberdade, Edifício Granjinhos n.º 424, 6º piso, sala 8
4710-249 Braga
Tel: 253 20 20 10 Fax: 253 20 20 19
e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Webmaster de:

Recomendo:

Atenção! Este sítio usa cookies. Ao continuar a utilizar o sítio concorda com o uso de cookies. Saber mais...